Você ficou louco? Guardiola perde o filtro e acumula polêmica após eliminação do City da Liga dos Campeões

Técnico do Manchester City fez declarações polêmicas após a derrota de seu time para o Real Madrid na semifinal da Liga dos Campeões


Neste domingo (15) o Cidade de Manchester de volta ao campo para Liga Premiada e, em compromisso válido para a penúltima rodada, enfrenta o West Hamem Londres, com Transmissão ao vivo através de ESPN no Star+ a partir das 10h. Lutando rodada a rodada com o Liverpool pelo título, o cidadãos pode finalmente ter um impulso na temporada, após a frustração de ter sido eliminado nas semifinais da Liga dos Campeões. E tudo isso vai depender da própria equipe, que tem três pontos de vantagem na liderança.

Se, por um lado, a queda na Liga dos Campeões é “água debaixo da ponte”, por outro, a eliminação para o Real Madrid parece ter deixado o técnico Pep Guardiola “Sem filtro”. Desde a derrota por 3 a 1 na virada Santiago Bernabéuno último dia 4 de maioo espanhol esteve envolvido em controvérsias e por causa de algumas de suas declarações.

Tudo começou no dia 8 de maioapós a goleada de 5 a 0 Newcastle, pelo inglês. Na época, Pep Guardiola elogiou o Liverpool, mas aproveitou para cutucar o rival e disse que ele não tem um grande histórico quando o assunto é Premier League.

“O Liverpool tem uma história incrível nas competições europeias, não na Premier League porque ganhou uma em 30 anos”disse o treinador em entrevista ao canal beIN Sports. Criada em 1992, a Premier League foi de fato um “espinho no lado” do Liverpool por décadas.

Então, logo após mais uma goleada na Premier League, desta vez por 5 a 1 contra Wolverhamptonna última quarta-feira (11), o espanhol conseguiu encontrar um “defeito” no Kevin De Bruyneautor de quatro gols na partida, o que chamou a atenção.

Sim, estou muito decepcionado com ele por ter perdido o quinto gol. De qualquer forma, o que posso dizer? Sua segunda metade da temporada foi perfeita. Ele é um jogador muito generoso que sempre tem a assistência em mente, mas nesta temporada ele tem sido muito prolífico na frente do gol.”

E a última e mais recente polêmica foi com o ex Manchester United Patrice Evra, que condenou a forma como o espanhol monta seus esquadrões. “O City precisa de líderes, mas Guardiola não quer líderes. Ele não quer personalidade. ele é o líder. É por isso que quando estão em apuros não reagem. Eles não têm ninguém em campo para ajudá-los”, disse Evra, em entrevista à Vídeo principal.

“Ele escolhe seus times assim, não consegue treinar pessoas com personalidade. Ele fez isso no Barcelona, ​​mas monta seu time para controlar todo mundo. Quando as coisas dão errado, ele sempre decide“, ele adicionou.

Guardiola, por sua vez, não largou e acertou o ex demônios vermelhosem duas oportunidades e coletivas de imprensa diferentes. “Talvez Evra esteja certo ou talvez ele esteja recebendo uma boa cotação para voltar ao Manchester United para trabalhar lá”começou por afirmar, na primeira conferência de imprensa.

Tive jogadores bons e incríveis no meu passado no Barcelona, ​​​​Bayern Munique, Manchester City. Eu poderia dar uma boa lista em termos de personalidade e caráter. A maioria deles ganhou Copas do Mundo, Euros, Ligas dos Campeões e campeonatos nacionais.”

“Patrice, se estivéssemos juntos, eu mostraria a personalidade e o caráter dos meus jogadores agora que temos, absolutamente”finalizado.

Na última sexta-feira (13), o espanhol voltou a falar sobre as declarações do ex-jogador francês. Desta vez, porém, o tom subiu de uma vez por todas. Questionado sobre a rápida recuperação do elenco após ser eliminado pelo Real Madrid na semifinal da Liga dos Campeões, Guardiola falou justamente sobre a personalidade de seus atletas e deu um novo empurrão ao antigo nome Manchester United.

“Eles têm a mesma personalidade que tinham quando perderam em dois, três minutos a qualificação para o Real Madrid. Como os ex-atletas experientes Berbatov, Evra, Seedorf, esse tipo de pessoa, eu os enfrentei quando eram atletas e não vi esse tipo de personalidade quando destruímos o Manchester United na final da Liga dos Campeões.”, disse o espanhol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.