Fla recebe reforço de Rodrigo Caio em meio a pressão e incerteza

A Flamengo ganhou o apoio de um velho conhecido. Após cinco meses sem jogar, o zagueiro Rodrigo Caio voltou a campo no Vitória por 2 a 0 sobre Altos-PIontem (11), em Volta Redonda, na partida em que o time garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. A volta do zagueiro acontece em meio a um momento de pressão — além disso, o técnico Paulo Sousa busca ajustes na equipe, analisando também o sistema defensivo.

O jogador ainda não havia jogado em 2022, após complicações no joelho direito devido a uma cirurgia realizada no final do ano passado. Diante de algumas incertezas, o Rubro-Negro chegou a buscar reforços para o setor, e acertou com Fabricio Bruno e Pablo.

Permanecendo no elenco de 2019, Rodrigo Caio chegou a usar a braçadeira de capitão contra o time do Piauí. Ele jogou por 45 minutos no triunfo. De acordo com dados de pontuação do sofáo camisa 3 acertou 96% dos passes, venceu três dos quatro duelos e não cometeu faltas.

O abraço efusivo de Gabigol, autor do primeiro gol, mostra até que o zagueiro também pode ajudar no que diz respeito ao meio ambiente.

“Fui muito claro para o departamento médico. Só voltarei quando me sentir 100%, saudável novamente, e hoje posso dizer que estou saudável. Espero que, à medida que os jogos avançam, eu possa me sentir melhor”, disse. disse, ao sair de Raulino. de Oliveira, em parte relatório forte.

Paulo Sousa, após a derrota para o Botafogono último domingo pelo Brasileirojá havia indicado a necessidade de maior consistência na capacidade defensiva, citando a possibilidade de poder contar novamente com alguns nomes.

“Temos que melhorar a nossa capacidade defensiva, sim. O regresso de alguns jogadores vai dar uma melhor capacidade defensiva. Este é um ano sensível, há uma ruptura e uma reconstrução de processos. , Nesta ocasião.

Gabigol comemora gol com Rodrigo Caio, na partida entre Flamengo e Altos-PI - Gilvan de Souza/CRF - Gilvan de Souza/CRF
Imagem: Gilvan de Souza/CRF

“Como disse, poderíamos ser mais consistentes se tivéssemos todos os jogadores disponíveis, estamos recuperando vários. Acho que em breve teremos”, ressaltou, em outro momento, na época.

A volta de Rodrigo Caio vem não só em um momento de pressão sobre o elenco e comissão técnica, mas também com um desafio ao departamento médico. O assunto foi mesmo trazido à mesa durante uma conferência de imprensa, e Paulo Sousa defendeu o trabalho desenvolvido no setor.

Questionado se faltou “transparência”, o treinador destacou que não vê necessidade de “uma conferência de imprensa do departamento médico para explicar as lesões”.

“Nós olhamos para o DM hoje e não há um grande número de jogadores que precisam se recuperar. Há trabalho que precisa ser feito e, como eu digo, nós realmente acreditamos no trabalho de Tannure e de toda a equipe. Nós refletimos cada dia. , temos reuniões todas as manhãs para tomar as melhores decisões. Constantemente vejo uma demanda e confiança de nossos atletas com o DM. Não sei como pode faltar transparência, você acha necessária uma coletiva de imprensa da Tannure? isso é um processo do Flamengo? Ou todos os clubes são assim? É constante? Buscamos o melhor para o Flamengo, tentamos ter todos disponíveis o mais rápido possível à disposição para tomar as melhores decisões possíveis. Não vejo o preciso, mesmo na Europa não vejo necessidade de uma conferência de imprensa do departamento médico para explicar as lesões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.