FGTS: 3,8 milhões de trabalhadores podem fazer saque extraordinário de até R$ 1 mil a partir deste sábado | Economia

Cerca de 3,8 milhões de trabalhadores nascido em maio poderá, a partir deste sábado (14), realizar o saque extraordinário no valor de até R$ 1 mil do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Nas estimativas da Caixa Econômica Federal, nesta fase, serão disponibilizados pelo governo federal R$ 2,7 bilhões, de um total de R$ 30 bilhões destinados a saques extraordinários.

Os nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril já tiveram seus recursos liberados em datas anteriores. A retirada de valores será possível até o dia 15 de dezembro.

É possível verificar quem tem o direito de retirar – além de valores e datas para recebimento do dinheiro – em site da caixapelo aplicativo FGTS e nas agências de Caixa Econômica Federal (CEF).

Ao todo, 42 milhões de trabalhadores são elegíveis para o saque extraordinário do FGTS. O saldo disponível pode ser consultado, mas a retirada e movimentação do valor segue o cronograma estabelecido pela Caixa.

Em consulta por site do FGTSÉ possível saber:

  • se o trabalhador tem direito à Retirada Extraordinária do FGTS;
  • verifique a data do crédito na Conta Poupança Social Digital.

já por Aplicação do FGTS e nas agências da Caixa, você pode:

  • consultar o valor a ser creditado;
  • verificar a data do crédito na Conta Poupança Social Digital;
  • informar que não deseja receber o crédito do valor;
  • solicitar a devolução do valor creditado na conta FGTS;
  • alteração de cadastro para criação de Conta Poupança Social Digital.

Saiba como serão feitos os saques do FGTS divulgados pelo governo

Saiba como serão feitos os saques do FGTS divulgados pelo governo

Segundo a Caixa, serão liberados cerca de R$ 30 bilhões para cerca de 42 milhões de trabalhadores com direito a recesso.

A liberação vai até 15 de junho, de acordo com o mês de nascimento do trabalhador. O governo federal divulgou o seguinte calendário, discriminado por mês de nascimento:

Qualquer pessoa que tenha uma conta vinculada do FGTSativo ou inativo, pode retirar. leia mais aqui

Se o titular tiver mais de uma conta no FGTS, o saque é feito na seguinte ordem: primeiro, contas referentes a contratos de trabalho extintos, iniciando-se pela conta de menor saldo; depois as outras contas vinculadas, começando pela conta com o menor saldo.

Os valores bloqueados na conta do FGTScomo garantia para operações de crédito antecipadas ao saque de aniversário, por exemplo.

Não há necessidade de solicitar. O dinheiro será automaticamente disponibilizado na conta do trabalhador no caixa tem. leia mais aqui

Caso o beneficiário não possua conta na Caixa Tem, a Caixa Econômica Federal abrirá automaticamente uma conta em nome do trabalhador.

No entanto, em caso de dados incompletos que não permitam a abertura da conta digital, o trabalhador terá que solicitar a liberação dos recursos.

Todo o processo para solicitar a retirada será informatizado. O trabalhador não precisa ir até a agência da Caixa, basta entrar no aplicativo FGTSdisponível para smartphones e tablets, e inserindo os dados solicitados.

O aplicativo pode ser baixado pelo celular:

Após creditar os valores na conta poupança social digital, será possível pagar contas e boletos ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos, por meio do aplicativo.

O valor também pode ser transferido para outras contas bancárias da Caixa ou de outro banco. Também é possível realizar transações pelo Pix, além de fazer saques nos terminais de autoatendimento da Caixa e nas casas lotéricas.

Não. A desistência é opcional para o trabalhador. Caso não esteja interessado, pode indicar que não deseja receber a retirada extraordinária do FGTSpara que sua conta FGTS não ser debitado. Nesse caso, ele deve acessar o aplicativo FGTS ou dirija-se a uma das agências do banco para informar que não deseja receber o crédito.

Após efetuar o crédito na Poupança Social Digital, o trabalhador ainda pode optar por desfazer o crédito automático, pelos mesmos canais, até o dia 10 de novembro.

Caso os valores tenham sido creditados na conta Poupança Social Digital do trabalhador e essa conta não seja utilizada até 15 de dezembro, os recursos serão devolvidos à conta do empregado. FGTSdevidamente corrigido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.