Espanha pode se tornar o primeiro país da Europa a aprovar licença menstrual de 3 dias

Foto mostra mulher com cólica usando bolsa de água quente no abdômen

Crédito, Imagens Getty

legenda da foto,

Proposta de licença menstrual faz parte do projeto de lei do aborto

A Espanha pode se tornar o primeiro país europeu a aprovar uma legislação que concede às mulheres que sofrem de dores intensas durante o período o direito de solicitar licença médica do trabalho.

A medida faz parte de um projeto de lei que será enviado ao Executivo espanhol para aprovação na próxima semana.

O ponto principal do projeto é a ampliação do acesso ao aborto para as mulheres espanholas. De acordo com o texto a que a rádio local Cadena SER teve acesso, a lei pretende permitir que jovens a partir dos 16 anos tenham acesso ao procedimento sem autorização dos pais. Também busca garantir que o aborto seja realizado em hospitais públicos.

O projeto, no entanto, tem capítulos dedicados a outros temas da saúde da mulher, segundo a imprensa local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.