Críticos ‘estouraram bolha’ das redes sociais, mas diretoria do Flamengo resiste à pressão

Mau desempenho e resultados em campo, dúvidas sobre o departamento de futebol e decisões do Conselho Deliberativo: esse pacote elevou o tom das críticas ao Flamengo e, desde terça-feira, os torcedores protestam contra a diretoria na Sede da Gávea e no Estádio Raulino de Oliveira, com xliminares dirigidas ao presidente Rodolfo Landim e vice-presidente de futebol Marcos Braz. Diante desse cenário, a cúpula preferiu ficar calada em Volta Redonda.

Procurados pela imprensa após o jogo contra o Altos, Rodolfo Landim e Marcos Braz não se manifestaram. Na semana passada, com a polêmica visita de Jorge Jesus ao Rio de Janeiro, Braz disse que falaria após a entrevista do treinador ao canal SporTV – como aconteceu nesta segunda-feira -, mas o empresário não se encontrou com os jornalistas presentes. A pressão na direção não se deve apenas à “sombra do Mister” e à dificuldade da equipa evoluir sob o comando de Paulo Sousa, mas também às decisões do Conselho Deliberativo.

Na Gávea, a aprovação da limitação do Sócio Off-Rio e as rejeições das emendas que permitiriam a votação híbrida nos conselhos e proibiriam o acúmulo de cargos no clube para quem é candidato nas eleições parlamentares foram vitórias da situação , que votou quase por unanimidade nas propostas. Marcos Braz, por exemplo, já é vereador no Rio de Janeiro e, assim, pode concorrer à Alerj ou ao Congresso – possibilidade que o líder não confirma.

Rodolfo Landim e Marcos Braz - Flamengo

Rodolfo Landim e Marcos Braz, do Flamengo (F: Alexandre Vidal/CRF)

Grupos políticos, candidatos presidenciais na última eleição e um ex-presidente criticou as decisões do Conselho Deliberativo. Fora do colégio eleitoral, as críticas “perfuraram” a bolha das redes sociais.

Além das faixas e insultos aos membros da diretoria já citados, o vice-presidente de Embaixadas e Consulados, Maurício Gomes Mattos, tem sido pressionado por torcedores fora do Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira, a Embaixada de Balneário Camboriú se posicionou contra a emenda, e outras estudam seguir o caminho.

LANDIM EM MOMENTO DE MAIOR PRESSÃO

O time histórico montado em 2019 – primeiro ano de gestão -, os títulos brasileiros e a reconquista da América após 38 anos logo colocaram Rodolfo Landim entre os grandes moradores do Flamengo.

Integrante do grupo que assumiu o clube em 2012 e se separou em 2015, com a reeleição de Eduardo Bandeira de Mello, o atual presidente talvez vive o momento de maior questionamento e pressão externa, mas não dá sinais de que vai ceder.

Com Bruno Spindel e Marcos Braz como nomes fortes do futebol, Rodolfo Landim não cogita trocar o comando técnico do Flamengo neste momento. As declarações de Jorge Jesus de que gostaria de voltar ao Flamengo não mudaram o cenário, e a direção aposta no sucesso da reformulação que está sendo protagonizada por Paulo Sousa.

A crítica ao departamento – que acaba chegando a Rodolfo Landim – também é sobre o departamento médico do clube. Mas, na última reunião do Conselho Deliberativo, o presidente defendeu o trabalho realizado no Ninho do Urubu e prometeu um “documento detalhado” aos vereadores.

Até agora, as críticas mais duras dirigidas a Landim se deviam a fatores “fora de campo”: a conduta do clube no caso do Inêndio do Ninho do Urubu, a posição favorável ao retorno das atividades em meio à pandemia do coronavírus ou a “proximidade de Brasília” e com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Forte nas redes sociais, as críticas raramente chegaram “com força” nas arquibancadas como no Estádio Raulino de Oliveira.

Incluindo, Rodolfo Landim foi indicado para presidir o Conselho de Administração da Petrobras pelo Ministério de Minas e Energia. O rubro-negro disse que “era viável” conciliar os cargos e negou que a nomeação se deva à sua proximidade com Jair Bolsonaro, mas ao seu currículo e trabalho desenvolvido em 26 anos na empresa.

Em abril, porém, Rodolfo Landim publicou carta informando que não assumiria mais cargo na Petrobrasdevido à necessidade de um “compromisso de um grau ainda maior de dedicação e foco” com o clube.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.