com Kane ‘carrasco’, Tottenham vence Arsenal no clássico de Londres e segue vivo na briga por vaga na Liga dos Campeões

Com dois gols de Kane e um de Son, o Tottenham venceu o Arsenal por 3 a 0 e agora está apenas 1 ponto atrás do rival na disputa por uma vaga na Copa do Mundo. Campeões


No clássico londrino com humor finalmelhor para o tottenham que derrotou o Arsenal por 3 a 0 e segue vivo na luta pela vaga no Liga dos Campeões 2022/2023.

Quão Estádio do Tottenham Hotspur lotado, em partida tardia da 22ª rodada do Liga Premiada, Harry Kane (duas vezes) e Filho balançaram suas redes e deixaram o esporas, que agora são apenas 1 ponto do rival, primeiro dentro da zona de classificação do Campeõesrestando apenas 2 jogos para o final do campeonato.

O Arsenal entrou em campo precisando de uma vitória ou empate para eliminar os rivais e se garantir matematicamente na Liga dos Campeões. Mas isso não aconteceu.

O primeiro tempo começou bastante truncado, com as duas equipes mais preocupadas em tirar o espaço do adversário até os 15 minutos iniciais. Até que aos 20, em uma jogada polêmica, o árbitro viu um pênalti em Son. No comando, Harry Kane deslocou o goleiro Ramsdale e, com categoria, fez 1 a 0 para o time da casa.

Vocês artilheiros sentiu o gol e não conseguiu reagir enquanto o esporas continuou a pressionar e assumiu o jogo. Aos 32, Holding, que já havia se afastado de Son, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, complicando ainda mais a vida da equipe liderada por Mikel Arteta.

Com um a menos, Arsenal viu o Tottenham aumentar o placar para 37, novamente com Harry Kane. No lance, Filho cobra escanteio, Bentancur desvia e o camisa 10 aparece de cabeça para marcar o segundo gol da esporas.

Na segunda parte, a equipa de Antonio Conte continuou a pressionar e aos 2 minutos chegou ao terceiro gol com o filho. Se o cenário já era ruim, piorou ainda mais para o Arsenal, que não teve forças para delinear nenhuma reação.

A partir daí, o time da casa só conseguiu o placar e ditou o ritmo do jogo. O time ainda desperdiçou boas chances com Kane, que parou em grande defesa de Ramsdale no 14º e com Son, que acabou chutando para fora, no 18º. escanteio e obrigou o goleiro Lloris a trabalhar, aos 34.

Nos minutos finais, o Tottenham só teve a bola nos pés e, sem dificuldade, garantiu a vitória que acirrou ainda mais a disputa pelo G-4 da Primeira Liga Inglesa.

Melhores momentos

Status do campeonato

Com o resultado, o Tottenham (5º colocado) reduziu a vantagem para o Arsenal (4º colocado) de 4 para apenas 1 ponto e segue na disputa pela última vaga para a próxima edição da Liga dos Campeões.

Harry Kane: O “carrasco”

O camisa 10 foi decisivo quando marcou dois dos três gols da vitória do Tottenham e aumentou sua margem como artilheiro da história do clássico do Norte de Londres. Agora são 13 gols em 17 derbies disputados.

Desculpe: segurando

Quando o Arsenal perdia por 1 a 0, Holding recebeu o segundo cartão amarelo após uma falta em Son e acabou deixando os Gunners com um a menos desde os 32 minutos do 1º tempo. O detalhe é que o zagueiro já havia derrubado o sul-coreano aplicando um golpe de ”judô”.

Preocupação com Tite?

Convocado para a seleção brasileira para os amistosos de junho, Gabriel Magalhães sentiu dor na coxa e teve de ser substituído por Nuno Tavares aos 31 da 2ª parte.

próximos jogos

Tottenham volta a campo neste domingo (15) para enfrentar Burnley às 8h (de Brasília). Arsenal visita o Newcastle segunda-feira (16), às 16h (de Brasília). Ambas as partidas serão transmitidas ao vivo. pela ESPN no Star+.

Ficha de dados

Tottenham 3 x 0 Arsenal

METAS: Harry Kane (22′ Q1 e 37′ Q1), Filho (2′ Q2)

TOTTENHAM: Lóris; Sánchez, Dier, Davies (Rodon); Emerson Royal, Hojbjerg, Bentancur, Sessegnon; Kulusevski (Lucas Moura), Kane, Son (Bergwijn). Técnico: Antonio Conte

ARSENAL: Ramsdale; Soares, Holding, Gabriel Magalhães (Nuno Tavares), Tomiyasu; Xhaka, Elneny; Saka, Odegaard, Martinelli (Smith Rowe); Nketiah (Lacazette). Técnico: Mikel Arteta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.