Bruno Caveira comemora luta de boxe com Anderson Silva: “Não fazia ideia da grandiosidade” | combate

Bruno “Caveira” Machado é lutador de MMA desde 2007, nascido em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Começou no jiu-jitsu aos 12 anos na academia do saudoso mestre Jorge Trovão. Ao migrar para o MMA, passou pelas equipes Tropa Thai e Team Nogueira na Cidade Maravilhosa. Em 2012, Caveira mudou-se para os Emirados Árabes Unidos, onde em julho de 2020 se sagrou campeão do UAE Warriors Lightweight (até 70kg). Mas o ponto alto da carreira do lutador virá no próximo sábado, dia 14, em um ringue de boxe montado no heliponto de um dos hotéis mais icônicos do mundo, quando estará cara a cara com a lenda do MMA. Anderson Silva.

Bruno “Caveira” Machado na ocasião em que conquistou o cinturão UAE Warriors — Foto: Reprodução/Instagram

Bruno Caveira foi convidado para uma luta de boxe de exibição com Anderson no Global Titans Fighting 3, no heliponto do Hotel Burj Al Arab, em Dubai. Serão oito rounds de três minutos cada. O Combat transmite o evento exclusivamente a partir das 15h (horário de Brasília), em um card que terá a luta entre Floyd Mayweather x Don Moore no evento principal..

– É um prazer imenso poder fazer essa luta com o Anderson. Eu realmente não tinha ideia do quão grande seria, mas depois que eles fizeram a conferência do evento, em que o Anderson participou e falou meu nome, comecei a entender o quão grande seria. Estou tentando manter o foco o máximo possível sem deixar nada entrar na minha cabeça para essa luta. É um absurdo, um grande negócio, Floyd Mayweather e Anderson Silva na mesma noite, eu enfrentando o Anderson, estou muito feliz! (…) acredito que depois dessa luta muita gente vai me conhecer – disse o lutador em entrevista exclusiva ao Combate através do Zoom.

Bruno Caveira enfrenta Anderson Silva em luta de exibição no boxe — Foto: Reprodução/Combate

Bruno Caveira, 35, teve que manter segredo até da família por boa parte do tempo. A negociação começou no ano passado, logo após o Natal, e a única a saber de tudo foi sua esposa Flaviane Lamelas, que também é sua preparadora física.

– Entraram em contato comigo e perguntaram se eu estaria interessado em fazer essa exposição de boxe com Anderson Silva, e eu imediatamente disse “sim”. Mas então houve alguns problemas relacionados à guerra (na Ucrânia) e a data do evento teve que ser alterada. Eles não se comunicaram comigo por um tempo e achei que isso não aconteceria mais. E então alguns dias antes da conferência eles me contataram novamente (…). Estou guardando esse segredo desde dezembro, não podia contar para ninguém – disse o lutador, que também relatou como sua própria família e amigos reagiram quando souberam da luta com o ex-campeão do UFC.

– Muita gente, quando vê o cartaz do evento, pensa que Mayweather vai lutar com o Anderson e eu vou lutar com alguém, as pessoas meio que não acreditam. Muita gente me manda mensagens: “cara, é você que vai lutar com o Anderson? Não acredito, isso é montagem”, não, cara, sou eu (risos). Nem eu estou acreditando, mas realmente sou eu! (risos).

Campeão Peso Leve do UAE Warriors, Caveira, enfrentará Anderson Silva com o peso combinado de 88kg. No UFC, Spider lutou no peso médio, com 84kg. Nas duas lutas de boxe que fez desde que saiu do Ultimate, Anderson pesou 82,6kg para enfrentar Julio César Chávez Jr., e depois 87,3kg para enfrentar Tito Ortiz.

– Sempre me inspirei no Anderson, sempre o vi lutar muito, até tento às vezes imitar as coisas que ele faz nas lutas. Acredito que essa luta vai ser ele querendo jogar a distância, e como sou menor vou ter que jogar mais dentro dele, explorando o curto, tentando sair de seus socos diretos. É o que estou pensando agora. Ele é um cara que gosta muito de andar, explora muito o golpe reto, é muito bom de esquiva, a cabeça dele não para, ou seja, vou ter que ter inteligência para poder explorar os pontos fracos , os lugares em seu corpo que se movem menos e jogam mais para dentro. Se Deus quiser, vamos dar um show!

A promessa de um show entre Bruno Caveira e Anderson Silva já estava combinado entre eles, inclusive que se falaram depois que a briga foi resolvida. Os dois até treinaram juntos anos atrás.

– Treinamos juntos há muito tempo, por volta de 2010. O Anderson me deu muitas dicas, muitos toques. Anderson sempre gostou de ajudar as pessoas ao seu redor. Treinamos juntos, trocamos muitas ideias, ele é uma pessoa excepcional. Gosto muito do Anderson (…). Depois que a luta foi marcada, a gente conversou pra valer: “cara, vamos fazer o que a gente gosta, vamos lá em cima, vamos dar um show”. Ele tem um legado a defender, eu tenho o meu legado. No fundo, no fundo, somos lutadores, somos guerreiros e vamos dar um show. Será um grande prazer para mim estar no ringue enfrentando o Anderson, fazendo esse show, e acredito que ele vai dar 100% dele também, vai ser uma coisa linda. A multidão pode esperar algo bonito, boxe bonito.

Dono de um recorde com 15 vitórias e nove derrotas no MMA, Caveira vem de seis vitórias consecutivas. Sua última luta foi em janeiro de 2021, quando derrotou Mickael Lebout no UAE Warriors 15 e EFC 32. No ringue com Anderson Silva Será sua primeira vez no boxe.

– Sempre treinei muito boxe. Mesmo quando treinei no Team Nogueira, sempre treinei muito boxe, os caras lá são da escola do mestre Luiz Dórea, que atualmente está com o Anderson. Edelson Silva, Erivan Conceição, treinei muito boxe com esses caras do Team Nogueira. Eu gosto muito de boxe. Quando vim morar aqui em 2014, fiz um campeonato amador de boxe e venci quatro lutas por nocaute e perdi na final por decisão. Estou realmente ansioso para fazer essa luta!

A vida nos Emirados Árabes Unidos

A partida de Bruno Caveira para Dubai, no final de 2012, mudou sua vida. Mudou-se para outro país através de Rodrigo Minotauro, que ali abriu uma franquia do Team Nogueira com seu irmão Rogério Minotouro. Logo depois, porém, o brasileiro ingressou nas Forças Armadas para ensinar jiu-jitsu. A distância entre as duas cidades é de apenas 40 minutos.

– Existe um projeto de jiu-jitsu aqui nas escolas e nas Forças Armadas. Sou das Forças Armadas, mas também tem muitos brasileiros ensinando jiu-jitsu no projeto das escolas. É um projeto muito legal que se desenvolve por aqui. Eu treino nas horas vagas – disse o lutador, que conheceu sua esposa Flaviane em Dubai, e hoje são pais do pequeno Kauan, que completou 4 anos na semana passada.

– Nunca sabemos (sobre o futuro), mas estou muito feliz aqui. Se depender de mim, agora, vou te dizer que ficarei aqui para sempre. Estou feliz aqui, minha família está feliz, meu filho está feliz aqui crescendo nessa segurança que a gente tem, nessa estabilidade. Só tenho a agradecer tudo que esse país me deu. Tudo o que tenho hoje em dia é por causa deste país aqui. A forma como tratam os brasileiros, as oportunidades que temos aqui, tudo o que está acontecendo comigo é porque estou aqui. Se não fosse, de repente nada disso aconteceria.

A preparação para enfrentar Anderson foi acompanhada pelo técnico Rodrigo Ribeira e reforços do Brasil Gabriel Braga e Eduardo Pachu, da Tropa Thai.

– Já tenho meus treinadores aqui em Abu Dhabi que são Rodrigo Ribeira, minha esposa que é minha preparadora física, Flaviane Lamelas, e Matt, um australiano dono da academia onde treino, ele que faz meu boxe e muay thai. Mas para reforçar, depois que soube que a luta estava certa, trouxe o Gabriel Braga e o Eduardo Pachu que são meus amigos há muito tempo. O Gabrielzinho está na LFA e ele trouxe para me ajudar no sparring, e trouxe meu amigo Eduardo Pachu que foi um dos caras que realmente me ensinou MMA, ele foi um divisor de águas na minha vida, um cara muito experiente que também trouxe para para poder me ajudar no treinamento de boxe. Estamos muito felizes aqui treinando juntos (…). A preparação tem que ser diferente, porque não vou enfrentar nada mais, nada menos, do que o Anderson Silva. Se vou ter o prazer de enfrentá-lo, vou entrar neste ringue o mais preparado possível. Farei o possível e o impossível para chegar lá da melhor maneira possível.

Confira o card completo do evento:

Luta de Titãs Globais 3
14 de maio de 2022 em Dubai (EAU)
CARTÃO COMPLETO:
Peso a ser anunciado – Floyd Mayweather x Don Moore (8 rounds de 3 minutos)
Até 88kg – Anderson Silva x Bruno “Caveira” Azeredo (8 rounds de 3 minutos)
Até 59kg – Delfine Parsoon x Maiva Hamadouche (10 rounds de 2 minutos)
Até 91kg – Badou Jack x Hany Atiyo (12 rounds de 3 minutos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.