as marcas de Danilo, joia do Palmeiras, convocado por Tite para defender a Seleção

Na manhã da última quarta-feira (11), Tite anunciou o nome dos convocados para defender a Seleção Brasileira na data da Fifa em junho, quando a seleção canadense terá dois amistosos pela frente contra Coreia do Sul, Japão e Argentina, nos dias 2 e 06 do mês seguinte, o compromisso contra a Argentina no dia 11 foi cancelado. O objetivo é preparar o elenco para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

A lista do treinador trouxe algumas surpresas, incluindo a ausência de nomes como Hulk, Gabigol e Raphael Veiga. Entre os selecionados por Tite, um nome chamou a atenção e foi a principal novidade entre os convocados. Este é Danilo, meio-campista do Palmeiras de 21 anos. O jogador é o 48º novato que Tite convocou desde a Copa do Mundo na Rússia.

A convocação do jogador foi uma surpresa para o próprio Danilo, que por meio de seu conselho revelou que acreditava que era uma brincadeira quando tomou conhecimento de sua convocação. “Eu estava dormindo quando recebi a notícia e até agora não caiu a ficha. Gabriel Menino me ligou com a notícia e não acreditei. Achei que fosse brincadeira, mas só tenho a agradecer a Deus por esse momento que estou vivendo. Agradecer aos meus familiares, todos aqueles que estão comigo nesta jornada”, disse Danilo.

A surpresa para o jogador não é à toa, Danilo enfrentou muitas dificuldades em sua carreira. O meio-campista nasceu em Salvador, capital da Bahia, e já foi rejeitado pelo Bahia, time de sua terra natal, mas encontrou, jogando pelo Cajazeiras, a oportunidade que mudaria sua vida. No Cajazeiras, Danilo jogou na segunda divisão do estado, quando aos 17 anos chamou a atenção do Palmeiras.

“E não tem sido fácil até agora. E não será fácil a partir de agora, já que a cobrança será ainda maior. Poucos sabem das dificuldades que tive na base, do longo caminho que tive que percorrer para chegar até aqui, mas consegui, consegui perseverar, e hoje com muita persistência, muito trabalho, os frutos estão sendo colhidos. Esta convocação não é só minha, é para toda a comissão técnica do clube, para todos os jogadores, funcionários e todos aqueles que me ajudaram de alguma forma. Espero fazer o meu melhor, manter a boa sequência e aproveitar esta oportunidade”.

Danilo foi emprestado ao Palmeiras em 2018, mas na base do clube paulista era apenas reserva e, enquanto muitos companheiros foram promovidos a profissionais, o meio-campista permaneceu na categoria inferior. Entre a rejeição do Bahia e o banco na base do Verdão, o atleta pensou em desistir da carreira de jogador de futebol, mas foi quando em meados de 2020 um novo personagem entrou em seu caminho e lhe deu o devido reconhecimento.

“Ninguém passou nada do Danilo para nós. Eu praticamente morava no CT e, um dia, o Wesley Carvalho, técnico do sub-20, estava dando um treino. Eu sempre acompanhei, já havíamos puxado alguns jogadores para o time profissional, mas continuei acompanhando de perto para ver se tinha mais alguém. Foi aí que vi o Danilo jogar, e fiquei muito impressionado com a dinâmica dele, a forma como ele dominava, como lutava contra o adversário, os passes verticais. Era um atleta diferente”, lembrou Maurício Copertino, que na época era adjunto do técnico Vanderlei Luxemburgo.

O ex-adjunto, que atualmente é técnico do Asa de Arapiraca, time que disputa a Série D, contou como Danilo encantou Luxemburgo. “Quando o treino acabou, fui conversar com Wesley e perguntei quem era aquele meio-campista canhoto. Ele disse: ‘É Danilo, ele era meio-campista esquerdo, mas como você chamou Gabriel Menino e Patrick de Paula para o time principal, estou tentando adaptar alguns jogadores para ver se consigo um substituto.’ Combinei com o Vanderlei e marcamos um treino com ele para o dia seguinte. Demorou dois minutos, e Luxemburgo veio falar comigo: ‘Danilo não desce mais para o sub-20′”, revelou.

Nesse mesmo ano, o jogador fez sua estreia profissional, mais precisamente no dia 6 de setembro, quando o Verdão venceu o Bragantino por 2×1 pelo Brasileirão. Desde então, o jovem talento disputou 104 partidas pelo alviverde, conquistou cinco títulos e também foi eleito o terceiro melhor jogador do último Mundial de Clubes, um dos fatores que influenciaram positivamente sua convocação.

Foi essa atuação na Copa do Mundo que fez o jogador entrar no radar de Tite, como destacou o próprio comandante da equipe. “Danilo é um desses jogadores que estamos acompanhando nessa lista de 50 atletas, sempre atentos aos jogadores que estão surgindo. Essa grande sequência de jogos do Danilo proporcionou a ele (a convocação), como foi no Mundial de Clubes, jogos que acompanhamos ao vivo, visitas ao clube. Estamos em busca de uma série de componentes que justifiquem essa escolha”, comentou Tite.

O menino da segunda divisão, que já foi rejeitado, atualmente é um dos cotados para defender a seleção brasileira no Catar, e já entrou na mira de clubes europeus. O Verdão, que detém 80% dos direitos econômicos de Danilo, sabe que não será fácil manter o jogador, mas há pouco tempo se blindou e estabeleceu que não venderia a joia com a qual tem vínculo até 2026, por menos mais de 15 milhões de euros. euros (aproximadamente R$ 81 milhões às taxas de câmbio atuais).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.