Análise: Fluminense contraria estereótipo ligado a Diniz e classifica mesmo sem bom desempenho | fluminense

A passagem do técnico Fernando Diniz pelo Fluminense em 2019 fez o treinador ser visto como um comandante que faz o time jogar bem, mas sem conseguir o resultado. A atuação tricolor na vitória por 2 a 0 sobre o Vila Nova na Serra Dourada foi justamente o contrário. O time jogou mal na partida, com um primeiro tempo muito ruim, mas fez o dever de casa ao avançar para as oitavas de final da Copa do Brasil.

Curiosamente, a equipe foi bem até marcar seu primeiro gol. Com menos de um minuto de jogo, Cano desperdiçou uma grande chance de matar o jogo, mas o argentino se redimiu logo depois. Aos nove, após cobrança de escanteio, Nino desviou na área, e Cano apareceu livre para desviar a cabeça e abrir o placar.

Cano, Luiz Henrique e Nathan dançam em comemoração ao gol do Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

A partir daí, a equipe largou a produção e viu o Vila Nova pressionar pelo resto do primeiro tempo. A Fluminense teve mais de 60% de posse de bola nos primeiros 10 minutos, mas deixou o time da casa assumir o controle da partida após o gol de Cano. A proximidade entre os jogadores vista nas duas últimas partidas não foi aplicada, o time começou a errar passes, perdeu a organização e foi abaixo da marcação, dando espaços para o Vila ocupar o campo da defesa tricolor. O jogo de ida terminou com 52% de posse para o Flu e 48% para o Vila.

– Começamos bem, depois que marcamos o gol foi para não ter rebaixado o bloco de gol. Baixamos, o campo estava muito pesado, os jogadores demoraram para se adaptar, e a intensidade de jogo dos nossos jogadores também baixou. Isso fez o Vila Nova crescer e nos pressionou mais do que deveria no primeiro tempo – disse Diniz na coletiva de imprensa após a partida.

Recuado, o Tricolor viu o Vila Nova partir para o ataque. O time goiano finalizou muito mais – foram 13 contra dois do Tricolor – e chegou perto de deixar tudo igual na primeira etapa, com destaque para Ralf em um chute cruzado e, posteriormente, em um desvio de cabeça, além de Matheuzinho em chute de fora da área.

Cano faz “L” na comemoração do seu gol no Vila Nova x Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

No segundo tempo, Vila até tentou pressionar nos minutos iniciais, mas Fluminense voltou melhor e começou a procurar mais jogadas no ataque. Cano recebeu uma boa bola de Nathan aos sete minutos e quase ampliou o placar. Mas o segundo do Tricolor veio aos 21. Nathan começou o gol, Yago recebeu e tocou para Pineida, que fez um bom cruzamento, e Luiz Henrique desviou com um peixe.

Com o placar agregado, o Vila Nova precisaria fazer três gols para levar a partida para os pênaltis, e o jogo acabou esfriando. A partida foi marcada pelo fraco desempenho de alguns jogadores do Flu, principalmente no primeiro tempo, o que afetou o coletivo. Apesar de não ter sofrido gols, a dupla da defesa cometeu alguns erros e teve uma atuação aquém do esperado. Calegari, suplente de Samuel Xavier, lesionado, não acompanhou o ritmo da partida e não conseguiu realizar os mesmos ataques na lateral direita em parceria com Luiz Henrique.

Nathan carrega a bola no Vila Nova x Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

Pineida, que esteve muito mal na primeira parte, conseguiu recuperar na fase final, apareceu mais com ataques ao ataque pela esquerda e assistiu ao golo que santificou a classificação. Nathan, por sua vez, era muito participativo, dava boas bolas que quase se transformavam em passes para o gol. Apesar de ainda não ter o mesmo papel de Ganso, o jogador nem de longe se lembra desse Nathan da época em que Abel Braga comandava o time. Com boas atuações nas últimas partidas, o meia mostra que pode ser importante no time ao longo da temporada e deixa o torcedor cada vez mais ansioso para vê-lo jogando ao lado do camisa 10 por mais tempo.

Embora a formação de três médios defensivos tenha tido impacto na forma como o Fluminense ocupou o meio-campo e no recuo do time no primeiro tempo, vale destacar que Wellington teve mais uma boa atuação, como aconteceu no empate com o Palmeiras, no último domingo. A torcida, que costuma tirar o pé do volante, reconheceu a boa atuação ao gritar o nome do camisa 5 no momento em que o jogador foi substituído.

Wellington prestes a tocar a bola no Vila Nova x Fluminense — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

Com boas atuações contra Junior Barranquilla e Palmeiras, times mais qualificados que o adversário da última quarta-feira, Fluminense de Diniz acabou criando uma expectativa em seus fãs. Mas é importante lembrar que este foi apenas o terceiro jogo do técnico à frente do time, e sem Ganso, um dos alicerces do meio-campo tricolor.

Estatísticas Vila Nova x Fluminense

nova aldeia Fluminense
Posse de bola 46% 54%
envios 21 7
faltas cometidas 10 19
desarma 21 12
passa 396 463
passes completos 328 384

Com cerca de 10 dias no comando da Gripe, o técnico precisa de tempo para trabalhar e implementar melhor suas ideias. Mas é inegável que Diniz já conseguiu um grande feito. O técnico teve bons resultados em suas três primeiras partidas: vitória sobre o Junior Barranquilla, que manteve o time vivo na Copa Sul-América, empate com o Palmeiras no Allianz Parque, que deixou o time fora da zona de rebaixamento do Brasileirão, e agora a classificação na Copa do Brasil. E, a propósito, ele quebrou o estereótipo de não obter os resultados. A Fluminense não jogou bem, mas fez o que era importante: venceu e avançou.

Fernando Diniz aparece de braços cruzados diante do Vila Nova x Fluminense, na Serra Dourada — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

Com classificação e garantia de mais de R$ 3 milhões para cofres na bagagem, o Fluminense retorna ao Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira. A equipe volta a campo para enfrentar o Athletico-PR, no sábado, às 21h (horário de Brasília). Com o Maracanã fechado para plantio de grama de inverno, o jogo acontecerá em Volta Redonda.

“O jogo foi horrível”, diz Gabriel | A voz da multidão

A ge Fluminense podcast está disponível nas seguintes plataformas:

Assista: tudo sobre Fluminense na ge, na Globo e na sportv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.